A covardia da Folha e a sua defesa da ditadura escolar,

05/05/2009 – 00:40

A covardia da Folha e a sua defesa da ditadura escolar


A reportagem da Folha de São Paulo não causou surpresa. Para quem acha que a ditadura militar foi “branda” e publica uma falsa ficha policial na primeira página, não é surpresa elogiar um diretor autoritário que não acha importante a democracia na escola pública.

A ditadura escolar seria cômica, se não fosse trágica
O jornalista Fabio Takahashi entrevistou o diretor-autoritário da EE Lúcia de Castro Bueno e escreveu uma frase que é uma verdadeira piada de mau gosto: “Camilo Oliveira, diretor da melhor escola estadual de SP no Enem…” (in “Governo do Estado só me atrapalha”, Folha de São Paulo, 04/05/2009).
– Dos 132 alunos matriculados na 3ª série do ensino médio, apenas 38 fizeram a prova do ENEM…
– Dos 32 alunos do 3º do ensino médio regular, apenas 21 fizeram a prova…
Qual seria a nota da escola se todos os alunos fizessem a prova?


A grande mentira propagada pela Folha de São Paulo
Além de piada, é uma desinformação e má prática jornalística utilizar a nota de apenas 21 alunos para dizer que a EE Lúcia de Castro Bueno (Taboão da Serra-SP) é a melhor escola estadual de SP…
A nota média da escola é 52,11… (tem que incluir também os alunos da Educação de Jovens e Adultos. Ou estes alunos não estão sob a direção do diretorzinho-ditadorzinho?)
Mas o jornalista comete a fraude de escolher apenas a nota de 21 alunos dos 132 matriculados na escola!
Bastaria uma simples comparação entre as escolas estaduais “melhor colocadas” para constatar a enganção que é feita na EE Lúcia de Castro Bueno. Vejam que nas outras escolas é grande o número de alunos matriculados e dos que prestaram o ENEM:
– EE Rui Bloem: 568 matriculas; 407 participantes no ENEM; nota média: 55,46
– EE Alberto Levy: 740 matriculas; 203 participantes no ENEM; nota média: 52,17
– EE Antonio Alves Cruz: 349 matriculas; 73 participantes no ENEM; nota média: 52,29
– EE Brasilio Machado: 334 matriculas; 194 participantes no ENEM; nota média: 52,42
Será que os “21 melhores alunos” da EE Lucia Castro Bueno têm notas maiores do que as notas dos 21 “melhores” da EE Rui Bloem? ou da EE Alberto Levy? Ou da EE Brasílio Machado?
Observação importante: Estas escolas da capital também são autoritárias e excludentes, mas não têm a audácia de papaguear sua ditadura na imprensa…
Como é que um grande jornal como a Folha permite uma publicação totalmente enganosa? Como é que se pode qualificar uma escola como a “melhor escola” sabendo-se que esta escola tem apenas uma classe com alunos da 3ª série do ensino médio? E esta classe tem apenas 32 alunos!!! E somente 21 deles fizeram o ENEM…

Viúvas da Ditadura
Já que o jornalista Fábio Takahashi e a Folha de São Paulo não escolheram a EE Lucia Castro Bueno pelo seu “bom desempenho acadêmico”, podemos inferir que a escolha foi para fazer propaganda do seu diretor-autoritário e sua língua-solta contra o Estado Democrático de Direito.
A EE Lucia Castro Bueno é tristemente famosa pela exclusão praticada contra os alunos mais fracos e pela disciplina militar (não pode usar boné e nem cabelos compridos)…
A crítica do diretor – contra governadores democraticamente eleitos – é típica de quem foi formado na ditadura militar e está saudoso dos tempos do “prendo e arrebento”, quando não havia eleições diretas e nem mesmo garantiam-se o acesso e a permanência de todos os alunos em escolas públicas gratuitas.

Manual de Redação da Folha é “prá inglês ver”
O Grupo Folha sempre fala no seu “famoso” Manual de Redação, o qual deve ser seguido por todos os jornalistas, para garantir um jornalismo de qualidade e blá blá blá… Mas isto é para “iglês ver”. Vejam um dos verbetes do Manual que certamente não é cumprido:
exatidão – Qualidade essencial do jornalismo. A credibilidade de um jornal depende da exatidão das informações que publica e da fiel transcrição de declarações. Para escrever reportagens exatas, não menospreze os detalhes. Seja obsessivamente rigoroso. O jornal tem obrigação de publicar apenas informações corretas e completas.
Outro “verbete” que a Folha constantemente ignora:
opinião – O jornalista deve se abster de opinar ou emitir juízos de valor ao relatar um fato ou redigir uma notícia. O jornalismo crítico não depende da opinião de quem escreve: o simples registro ou confronto de dados, informações e opiniões alheias pode ser muito mais contundente que a opinião de um jornalista. Quando uma notícia envolve opiniões divergentes, o jornalista tem obrigação de relatar essas diversas versões ao leitor.

Com a palavra o Ombudsman da Folha
Tanto a Redação da Folha quanto o seu ombudsman foram devidamente e antecipadamente alertados sobre a enganação escolar que é feita na EE Lucia Castro Bueno. A Cremilda Estella Teixeira, presidente do NAPA (Núcleo de Apoio a Pais e Alunos), esteve presente na escola no mesmo dia da “entrevista fajuta” feita pelo jornalista Fábio Takahashi, o qual não quis ouvi-la e nem mesmo ouviu aos alunos que facilmente poderiam apresentar uma versão diferente da versão do diretor-ditadorzinho.
Esperamos que o ombudsman da Folha cobre uma retratação do jornal e que sejam eliminados todo tipo de apologia à ditadura, até mesmo para evitar que milhões de crianças sejam diariamente, humilhadas, xingadas e agredidas fisicamente e até sexualmente nas autoritárias e impunes escolas públicas brasileiras…

Veja também:
– 30/04/2009 – QUEM TEM MEDO DA DEMOCRACIA?
– 30/04/2009 – Mais um ditadorzinho na escola de Taboão da Serra
– 03/05/2009 Jornal da Tarde defende ditadura nas escolas públicas
– 02/05/2009 – Alunos fantasmas? Ou escolas corruptas?
Confira o desempenho de todas as escolas de São Paulo no Enem 2008 (Portal Estadão)
Enem 2008 – Notas Médias por Escolas dos Concluintes do Ensino Médio. (Portal INEP)

Postado por Mauro A. Silva – Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://www.geocities.com

Sem categoria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s