Polícia dentro da sala de aula provoca debate sobre Educação.

Polêmica

Polícia dentro da sala de aula provoca debate sobre Educação

Para especialistas, escolas não estão dando conta de seu papel social. Pais defendem a presença policial por medo da violência

  • 22/11/2007
  • 07h37
  • Gazeta do Povo Online, com informações de Pollianna Milan-Gazeta do Povo

A presença da polícia dentro de escolas públicas, fazendo revistas em alunos abre uma discussão sobre se o estado estaria ou não conseguindo cumprir seu papel educacional. A necessidade de segurança exporia o fato de que a escola não estaria dando conta de seu papel social, que é educar. Mas mo combater o problema imediato de segurança sem a presença da polícia? Os pais e mesmo os professores aprovam as revistas policiais. A discussão está aberta.

Para a mestre em Educação e professora da Universidade Federal do Paraná, Elisa Dalla Bona, a notícia das revistas é chocante. “O papel da escola é educativo e não punitivo. Não se pode revistar uma criança como se fosse um bandido. O próprio ato da revista só pode ser visto pelas crianças menores como uma punição”, diz.

Elisa é contra este tipo de operação porque acredita que os policiais não são formados para fazer uma abordagem adequada. “Eles não entendem a formação da criança. Professores e policiais têm funções bem diferentes e isso não deve ser misturado.” A pergunta que se faz, segundo ela, é até quando o serviço será terceirizado. “Os pais não se preocupam com os filhos, aí os pequenos vão para a escola e ela também não dá conta. Depois chamam a polícia. E no futuro, quem vai ser o responsável?”, questiona.

A vice-diretora Denise Oliveira, da Escola Estadual Júlio Mesquita, no Jardim das Américas, defende que existem dois lados a serem observados. “Não pedimos revista porque acreditamos que o aluno ficará exposto a uma situação vexatória. Mas nossa realidade é diferente. Nunca necessitamos de policiais para controlar coisa alguma”, explica. Por outro lado, ela acredita que as palestras preventivas proferidas pelos policiais são bastante educativas e as ações desempenhadas fora da escola também são importantes.

A participação da comunidade na escola é um fator importante, segundo educadores, porque ajuda o ambiente escolar a ficar menos violento. “Tudo parte do princípio de como a escola trabalha com os pais. Nós temos um regimento escolar que deve ser cumprido. Os pais sabem que se o aluno não atender às exigências, eles serão chamados e ficarão cientes de que o filho deles fez algo de errado”, afirma Denise.

Apreensões

A operação em três escolas de Curitiba, na terça-feira (20/11), resultou na revista de 860 alunos de 5.ª a 8.ª série e do ensino médio, e na apreensão de diversos materiais considerados não-didáticos, entre eles 180 celulares, 21 carteiras de cigarro, 17 pincéis atômicos, dois baralhos e três tesouras com pontas.

Pais de alunos das três escolas apóiam a operação policial. “Ela inibe ações criminosas. A violência no meio estudantil tem aumentado. Não é que a escola virou caso de polícia. Defendemos a revista porque é melhor saber que nossos filhos estão protegidos do que ficar sem a revista e à mercê do que pode acontecer”, explica a mãe e presidente da Associação dos Pais, Mestres e Funcionários da Escola Estadual Gottlieb Müeller, no Boqueirão, Sueli Franco.

Já a doutora em Educação Marilda Aparecida Behrens não concorda com a apreensão de aparelhos eletrônicos, por exemplo, até porque é inevitável que a tecnologia também chegue à escola. “Não vejo problemas no fato do estudante ter um celular ou MP3. Chego à sala de aula e explico para meus alunos: pessoal vou desligar o meu celular para começarmos a aula e peço para que vocês façam o mesmo”, afirma.

http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/policia-dentro-da-sala-de-aula-provoca-debate-sobre-educacao-aqj7c1997njyb3xxj4k5k8bbi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s