Reprovação em massa deve cansar muito…

Após atingir o recorde de 17,6% de reprovação de alunos no ensino médio, o governador de SP tomou uma atitude: os 230 mil professores terão ingressos grátis no parque de diversão… enganar alunos um ano inteiro deve cansar muito…
(“Secretaria fecha parceria e 230 mil professores podem entrar de graça no Hopi Hari“, SEE, 15/07/2008)

Premiando a enganação escolar em SP
Com 879 “ESCOLAS NOTA ZERO”, mais 2836 “Escolinhas de 1,99” e 17,6% de reprovação de alunos no ensino médio, fica evidente que as escolas públicas de SP são pura enganação… a própria corporação faz greve pedindo mais dinheiro e menos trabalho… mas não assume nenhum compromisso com a garantia de um ensino de boa qualidade…
Um governo democrático daria plenas condições para que os alunos, pais e comunidade fiscalizassem o serviço público educação… Mas o governo de SP, além de sonegar informações essenciais à sociedade paulista, ainda premia a enganação que é feita na escola pública…
O governo de SP, através da Secretaria Estadual de Educação, dispõe a gastar até R$ 9 milhões do nosso dinheiro para pagar a diversão dos 230 mil professores que não foram capazes de ensinar nossas crianças.
P.S.: O valor de “até R$ 9 milhões” está errado. Com o “passaporte” custando R$ 44,90, chegamos ao seguinte valor: 230 mil (professores) “vezes” R$ 44,90 (valor de cada “passaporte”) “é igual a” R$ 10.327.000,00.

O melhor diagnóstico da escola pública
E ainda tem gente achando que o problema é a falta de respeito para com os professores…
Antônio Ermírio, o bilionário capitão-do-cimento, deveria dar uma lida neste “diagnóstico” sobre as mazelas do ensino no Brasil:
ESCOLAS
Nas escolas
Onde a cultura é inútil
Nos ensinam apenas
A sentar e calar a boca
Para sermos massacrados
Pelo discurso reacionário
De professores marionetes
Controlados pelo Estado

Nas escolas
Você aprende
Que seu destino já está traçado
Pois querem os transformar
Em Cordeirinhos domesticados
Prontos pra serem transformados
Em operários escravizados

Querem nos transformar
Em máquinas
Para submetê-los
A cadência do trabalho
E horários embrutecidos
Pelos carrascos ponteiros do relógio

Me mandaram à escola
Para me dominar
Me mandaram à escola
Para me manipular
Me mandaram à escola
Para me escravizar
Me mandaram à escola
Para me domar

(Composição da banda de Punk/Rock Garotos Podres)

Postado por Mauro A. Silva – Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s