Onde os professores aprendem a dar pauladas?

Policial à paisana carrega PM ferida durante protesto de professores (Foto: Rodrigo Coca/Foto Arena/AE )

Policial à paisana carrega PM ferida durante protesto (Foto: Rodrigo Coca/Foto Arena/AE )

Neste 21 de Abril comemora-se o dia da Polícia Militar.
A corporação de maus professores vive pedindo polícia para constranger nossas crianças nas escolas públicas.
Mas, nesta dia 21 de Abril, tem uma policial militar que está esquecida pela corporação de professores… ela nem mesmo pode mostrar o seu rosto… até a imprensa sensacionalista já a esqueceu…
Mas nós não a esquecemos: o Brasil inteiro viu as imagens da policial militar sendo carregada por um colega. A soldado Erika Cristina Moraes de Souza Canavezi foi ferida com uma paulada no rosto. O autor da covardia: um professor… Erika é mãe de duas crianças, trabalha na Polícia Militar de SP há 14 anos e recebe um soldo mensal de R$ 2 mil…
Veja um dos professores-santos-abnegados mostrando seu instrumento de trabalho predileto:

professor-santo-abnegado em greve

Professor-santo-abnegado

Onde será que os professores aprendem a tratar pessoas com pedras e paus?
Uma notícia recente dá a dica:

Professora é acusada de agredir aluno com régua no interior de SP (Portal G1 da Rede Globo, 20/04/2010).
“Uma professora é acusada de ter batido com uma régua na testa de um aluno, em Vera Cruz, a 428 km de São Paulo. Um machucado e um galo na cabeça do filho chamaram a atenção da mãe na saída da escola. Ela conta que conversou com a criança de 6 anos e, segundo ela, a ferida foi causada pela professora com uma régua. A suposta agressão revoltou os pais da criança, que decidiram registrar um boletim de ocorrência”.

Curiosamente, a reportagem do Portal G1 fala em “suposta agressão” (sic)… e, para piorar: “Se ficar comprovada a agressão, a professora deve ser advertida formalmente pela diretoria de ensino” (sic)…
Quer dizer que professora-santa-abnegada que der reguada na cabeça de alunos de escola pública só é “advetida formalmente”??? E como fica o Estatuto da Criança e do Adolescente (lei federal 8069/1990)? Vão rasgar o Código Penal e a Constituição Federal também?

Curiosamente, o Portal G1 não diz o nome da professora, não diz o nome da diretora, não diz o nome da secretária da educação e nem o nome da prefeita [Renata Zompero Dias Devito].
De qualquer forma, vejam o vídeo e tirem as suas conclusões:
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Curiosidade: Também chama-se “Érica” a mãe do aluno de 6 anos que foi agredido com uma reguada pela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s