Assembleia Popular – 05/10/2010

Legalidade
Após cobrar compromisso dos parlamentares desta Casa com a Assembleia Popular, Mauro Alves da Silva, do Grêmio SER Sudeste, discutiu a situação das entidades do professorado paulistano [leia-se Sinpeem].

O Programa Assembleia Popular é gravado todas as quartas na Assembleia Legislativa de São Paulo. Um resumo é publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa de SP. E o programa é transmitido pela TV a cabo NET (canal 13) e pala TVA (canal 66) aos sábados, das 12h às 13h. O programa Assembleia Popular também pode ser assistido neste mesmo horário pela internet no seguinte endereço:
http://wwi.al.sp.gov.br/web/altv/alesp.asx

P.S.: Em uma reportagem “comprada” (não diz o nome do jornalista), o jornal Folha de São Paulo registra: “O Sinpeem representa todos os servidores municipais de educação, incluindo professores”. (“Professores de SP aceitam contraproposta do governo de 28,41% de reajuste“, Folha Online 07/05/2010 – publicado na Folha de São Paulo de 08/05/2010 – Caderno Cotidiano).
Essa reportagem “comprada” (não diz o nome do repórter) é suspeita justamente por ter saído dois dias depois da Comissão de Educação da Câmara Municipal ter recebido um requerimento para investigar a (i)legalidade dos atos da Secretaria Municipal de Educação em relação ao Sinpeem, cujo Ministério do Trabalho e Emprego informa que o seu registro sindical é “INEXISTENTE“.
A ombudsman do Jornal Folha de São Paulo deveria investigar como é que foi “comprada” esta reportagem, pois a mesma induz o leitor a acreditar que o Sinpeem seria o “sindicato” que representa todos os profissionais da educação em S. Paulo. Sendo assim, quem seriam os representados dos sindicatos listados abaixo:
Aprofem (Sindicato dos Professores e Funcionários Municipais de São Paulo; CNPJ nº 52.170.735/0001-67, Código Sindical: 013.272.86561-5; situação sindical: EM ANÁLISE);
Sinesp (Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público do Município de São Paulo; CNPJ nº 68.486.943/0001-00, situação sindical: CADASTRO ATIVO);
SINDSEP (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias do Município de São Paulo; CNPJ nº 59.950/0001-64; situação sindical: CADASTRO ATIVO);
SINPEEM (Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo; CNPJ 60.262.649/0001-02; Situação sindical: Solicitação Concluída; CADASTRO INEXISTENTE)

Leia mais aqui:
Câmara vai investigar atos que beneficiaram o Sinpeem (06/05/2010)
Pode existir “sindicato de professores” sem registro no Ministério do Trabalho? (05/05/2010)
TCM emite parecer sobre SAFADEZAS NA EDUCAÇÃO (24/04/2001)

S. Paulo, 08/05/2010
Mauro Alves da Silva
autor da cartilha “Como Educar meu Professor em 10 Lições”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s