Professora gananciosa perde o mandato em Brasília


A deputada distrital Eurídes Brito teve o mandato cassado nesta terça-feira.
A líder do governo na Câmara Legislativa de Brasília, Eurides Brito, recebia todos os meses R$ 30 mil.
Eurides Brito foi filmada por Durval Barbosa, que denunciou o suposto esquema de corrupção no governo Arruda, colocando dinheiro na bolsa. Ela seria um dos parlamentares beneficiados pelo escândalo que ficou conhecido como o mensalão do Democratas de Brasília. Deputados distritais receberiam dinheiro para votar a favor do governo (TV Globo, Jornal Nacional de 22/06/2010).
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Detalhe curioso: a imprensa não diz que a deputada cassada é “professora” e nem que ela também foi secretária de educação em Brasília…
A “nobre” deputada-professorinha-santa-abnegada também foi autora da Lei Distrital nº 4.131, de 02/05/2008 (“Fica proibida a utilização de aparelhos celulares, bem como de aparelhos eletrônicos capazes de armazenar e reproduzir arquivos de áudio do tipo MP3, CDs e jogos, pelos alunos das escolas públicas e privadas de educação básica do Distrito Federal.”)… A deputada sabia os estragos que uma “gravação” poderia fazer na carreira de uma professorinha gananciosa.

Leia também:
Professora dá aula de corrupção em Brasília

São Paulo, 23/06/2010
Mauro Alves da Silva
Autor da cartilha COMO EDUCAR MEU PROFESSOR EM 10 LIÇÕES.

Anúncios

Uma resposta para “Professora gananciosa perde o mandato em Brasília

  1. Pingback: Professora gananciosa perde o mandato em Brasília « COEP … | Vivo Media Group

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s