Vanessa-Alice deu “cartão vermelho” para a escolinha estadual Brigadeiro Faria Lima.

Parece que o deslumbramento da mãe-jornalista Vanessa Cabral finalmente está chegando ao fim. Ela deu “cartão vermelho” para a maravilhosa escolinha estadual Brigadeiro Faria Lima… O sonho-pesadelo da Vanessa-Alice na escolinha-das-maravilhas não sobreviveu ao mais corriqueiro desrespeito aos alunos, pais e profissionais das escolas públicas: a troca de diretor da escola durante o ano letivo.

E como fica a proposta educacional?
De nada adiantaram todos os elogios feitos pela mãe-jornalista ao diretor da escolinha, “aquele de boa verve que nos fez confiar e apostar nessa escola estadual”. Ele não durou nem seis meses após os elogios…
Vale destacar também que, em SP, o diretor sempre é o presidente nato do Conselho de Escola (C.E.). Este conselho aprova a proposta educacional e o calendário escolar. O C.E. também tem poderes para avaliar as questões disciplinares relativas aos alunos, professores e profissionais da escola.
Destaque importante: O diretor José Carlos Cardoso foi designado para prestar serviços junto ao Departamento de Recursos Humanos da Secretaria Estadual de Educação (diário Oficial do Estado de SP, 3/06/2010)… Isso foi um mero arranjo político ou terá sido resultado das denúncias de que a escola estaria utilizando da ilegal medida de suspensão de alunos? Suspensão ou expulsão de alunos violam o Estatuto da Criança e do Adolescente (lei federal 8069/1990) e a própria Constituição Federal.

Diretor de escola é cargo político
O NAPA e o Movimento COEP sempre denunciaram que a função de diretor de escola é preenchido por critérios políticos. SP tem mais de 5 mil escolas. Mas existem pouco mais de 2 mil diretores concursados. Além dos casos de “diretores em desvio de função” (nas diretorias de ensino, nos gabinetes políticos, ou mesmo em férias), muitos destes diretores estão exercendo a função em escola diferente da escola em que foi efetivado. São apenas cerca de 700 o número de diretores que exercem sua função na escola em que foi efetivado. As outras 4.300 escolas têm diretores “remanejados”, em situação precária (podem ser afastados a qualquer momento). Estes diretores dependem do humor e da boa (ou má) vontade política da diretoria de ensino e dos políticos que “mandam” na região onde está inserida a escola pública estadual.

Mais dois equívocos da jornalista Vanessa Cabral
É uma pena que a jornalista Vanessa Cabral ache que os usuários da escola pública sejam “clientes” (sic)… Ela escreveu: “Nós, pais e alunos (os clientes), não temos de saber quem é que vai gerir a escola em que nossos filhos estudam?”.
A relação Cliente-consumidor com o Fornecedor-vendedor não existe na escola pública, principalmente porque os alunos/pais não podem escolher a escola, nem o profissional prestador de serviço, e tampouco o tipo e a qualidade do serviço.
Por outro lado, a questão da “gerência” da escola é fundamental, pois o cidadão é o verdadeiro dono/patrão dos equipamentos públicos, escolas inclusive.
O problema da educação em geral, e da escola pública em particular é justamente o fato de não haver uma gestão democrática, de não haver participação dos alunos, pais e comunidade na gestão escolar. Tudo fica à mercê da sorte. Tudo depende de se ter um bom diretor, um diretor comprometido… Mas, em muitos casos, nem isso é suficiente, pois basta que o diretor promova um único ato de desagrado aos seus “superiores” para ele ser transferido de escola…
Taí um dos bons motivos para reabrir o debate sobre eleição direta para diretor de escola… mas isto fica para outro tópico.

São Paulo, 28/06/2010
Mauro Alves da Silva
Autor da cartilha COMO EDUCAR MEU PROFESSOR EM 10 LIÇÕES.

Leia também:
– 26/04/2010 – Reality show na escola pública?
– 22/05/2010 – República: o governo é servo do povo
– 10/06/2010 – Vanessa-Alice na escolinha das maravilhas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s