Vencedores do Prêmio IgNóbil de Educação 2010.


1º Lugar: Escola Estadual Vínicius de Moraes (Campo Mourão, Paraná).
Duas alunas desaparecidas foram encontradas mortas e enterradas na própria escola. O caseiro confessou os crimes. As mães já haviam feito denúncias contra o caseiro, mas foram ignoradas pela direção escolar. (Veja aqui: “Escola Pública ou Cemitério Maldito?“)

2º Lugar: Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo.
O sindicato fez uma greve para garantir que os professores-nota-zero continuassem vendendo aulas nas escolas públicas paulistas.

3º Lugar: Jornal do SBT.
Divulgou imagens de alunos sendo constrangidos e humilhados na cidade de Fernandópolis (SP). Esta cidade usa a polícia e o conselho tutelar como “capitães-do-mato” contra os alunos que faltam às aulas.

O Prêmio IgNóbil de Educação 2010 é dado anualmente para as “Experiências, estudos ou pesquisas que não podem e nem devem ser repetidas na Área da Educação”.
A premiação consiste na entrega de um exemplar do Estatuto da Criança e do Adolescente no dia 12 de outrubro (Dia da Criança) para cada um dos desagraciados. O prêmio é oferecido pela Academia Real de Ciências Ocultas de Piratininga.

Vejam outras propostas que receberam Menção Desonrosa em 2010:

continua…

Vejam aqui os vencedores dos anos anteriores:
Premio IgNóbil de Educação 2009 (Vídeo no Youtube)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s